O advento da internet e o crescimento das redes sociais transformaram a forma como nos relacionamos. Mas, se por um lado o universo digital trouxe muitas facilidades, por outro, também criou novas oportunidades para os golpistas.

Os crimes virtuais, em geral, têm como objetivo a usurpação de dados pessoais para a obtenção de dinheiro de forma ilícita. Os golpes financeiros estão entre os principais crimes virtuais praticados atualmente, por isso, no artigo de hoje, vamos apresentar os 5 principais golpes financeiros praticados na internet e mostrar como você pode se proteger deles, aumentando sua segurança digital.

1. Boleto falso

Segundo um levantamento feito pelo SPC Brasil, esse tipo de fraude cresceu significativamente nos últimos anos no país. O golpe é aplicado em pessoas que realmente fizeram uma compra recente ou têm um boleto em aberto. Entretanto, ao efetuar o pagamento do boleto falso, recebido por e-mail, a conta não é liquidada.

É comum que nestes golpes financeiros o e-mail tenha um título sensacionalista, com palavras alarmantes como “urgente”, “atenção”, “pague o boleto”, etc.

Para se proteger deste tipo de fraude é importante ficar atento ao remetente das mensagens recebidas na sua caixa de e-mails. Além disso, embora um boleto falso possa ser forjado com a logomarca e o nome de uma instituição da qual você é cliente, é bom ficar atento ao nome do beneficiário que consta no documento recebido.

Existe também a possibilidade de consultar sempre suas contas no site oficial da empresa ou instituição financeira da qual você é cliente, assim é muito mais seguro emitir e pagar boletos sem riscos.

2. Clonagem de cartão de crédito

Este é um dos golpes financeiros mais conhecidos e recorrentes e ele pode ser aplicado tanto no universo online quanto offline.

No âmbito da internet, as vítimas são enganadas por sites falsos ou por uma falha de segurança na página da empresa onde a compra está sendo realizada.

Para não cair neste tipo de fraude é importante ficar atento ao domínio da página e verificar se este é realmente o canal oficial da empresa. Atualmente, existem muitos recursos para garantir a segurança digital dentro da internet, como o uso de plugins e certificados de segurança.

Além disso, a maioria dos bancos e operadoras financeiras oferecem um cartão virtual, com número, código de segurança e validade exclusivos para compras na internet.

3. Phishing ou golpe do link falso

O golpe phishing tem esse nome pois remete à palavra “pescar”, que está relacionada à forma como os golpistas agem, lançando iscas com links e informações falsas para fisgar as vítimas.

Através de mensagens recebidas por e-mail ou nas redes sociais, os usuários são levados a fornecer dados pessoais ou instalar vírus e aplicativos maliciosos, que roubam dados pessoais e possibilitam o acesso a informações privadas por parte dos criminosos.

Para fugir deste tipo de golpe financeiro, desconfie de mensagens com ofertas boas demais para serem verdade e fique atento ao remetente dos e-mails. Grandes empresas nunca utilizam contas privadas como @gmail, @hotmail ou similares. Em caso de dúvida, sempre consulte o canal oficial da empresa ou entidade.

4. Clonagem de WhatsApp

Se você já recebeu uma mensagem falsa de algum conhecido ou familiar pedindo dinheiro pelo WhatsApp saiba: essa pessoa foi vítima de um golpe financeiro.

Este tipo de fraude consiste na clonagem do número de telefone da vítima, seguido da instalação do WhatsApp no dispositivo do golpista. Como a instalação do aplicativo só é concluída com um código enviado por SMS, os fraudadores entram em contato com o usuário se passando por funcionários do SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) de um site de vendas onde a pessoa é cadastrada.

O código enviado por SMS é solicitado sob o pretexto de uma atualização ou confirmação cadastral. Dessa forma, a conta do WhatsApp é duplicada em outro aparelho e os golpistas usam a imagem e o nome do usuário para pedir dinheiro aos amigos e familiares.

Uma maneira simples de evitar essa possibilidade de clonagem é ativar a verificação em duas etapas no aplicativo. Assim, você poderá cadastrar uma senha que será solicitada periodicamente pelo WhatsApp.

5. Leilão falso

Neste tipo de golpe financeiro, os fraudadores criam sites falsos de leilão e anunciam produtos com preços muito abaixo dos praticados no mercado. Com o argumento de garantir a compra, os golpistas solicitam transferências em dinheiro, pressionando o cliente através da urgência no fechamento do negócio.

Após o pagamento, o falso negociante desaparece e o produto nunca é entregue. Para não cair em golpes financeiros deste gênero, nunca realize transações financeiras em sites que não apresentem o cadeado de segurança ou para contas de pessoas físicas. Além disso, sempre pesquise em sites de reclamação sobre empresas que você não conhece ou que oferecem ofertas com preços excessivamente baixos.

Conclusão

Agora que você já conhece os principais golpes financeiros e sabe como se proteger deles, fica ainda mais fácil proteger o seu dinheiro e investi-lo no lugar certo.  Para conhecer opções vantajosas de verdade e com garantia para o investidor, clique aqui, faça seu cadastro e descubra a opção ideal para você.

Comentários