Conheça os principais tipos de perfil de risco do investidor para entender a sua tolerância aos riscos e, assim, investir melhor.

O mundo dos investimentos pode ser bem duro para quem entra sem qualquer tipo de conhecimento. Sem ter um bom preparo, é possível perder muito dinheiro em pouco tempo e, por isso, é essencial entender algumas nuances da área para não quebrar.

Uma das mais importantes é o perfil de risco do investidor. A partir dele, qualquer pessoa interessada no mundo dos investimentos terá condições de entender os produtos que mais fazem sentido para a sua realidade.

E é claro que um investidor pode mudar de categoria ao longo do tempo. Mas, para isso, vai precisar de alguns comportamentos específicos para se enquadrar em um perfil de risco do investidor diferente.

Quer conhecer mais detalhes sobre o assunto? Então continue lendo até o final para fortalecer o seu conhecimento sobre o mundo dos investimentos e, assim, fazer escolhas mais assertivas. Boa leitura!

O que é um perfil de risco do investidor e quais tipos existem?

O perfil de risco do investidor é a categoria onde um investidor está presente conforme os investimentos escolhidos, além da sua capacidade de colocar seu capital sob risco e o desejo de obter a máxima rentabilidade para seu dinheiro. Nesse sentido, temos os seguintes perfis: conservador, moderado e agressivo — ou arrojado.

Considerando os perfis existentes, o investidor pode entender a qual grupo pertence e, assim, escolher as opções de investimento mais condizentes com a sua realidade de investidor.

Sendo assim, vamos descobrir os perfis de investidor existentes em mais detalhes:

Perfil de risco do investidor conservador

O perfil de risco do investidor conservador é excelente para quem não deseja arriscar seu capital, seja por questões de limite ou vontade própria, e também para quem está iniciando a sua jornada na área de investimentos.

No primeiro caso, os investidores conservadores têm pouco dinheiro para aplicar e, portanto, preferem não arriscar muito — o que é uma estratégia muito interessante. Ainda, existem pessoas com uma boa quantia de dinheiro para investir, mas, ainda assim, preferem não arriscar em modalidades mais voláteis.

No segundo caso, temos os investidores que preferem sentir o mercado antes de arriscar mais. Mesmo sabendo que a rentabilidade dos seus investimentos será menor, essas pessoas preferem ganhar experiência antes de olhar para outros tipos de investimento existentes.

Assim, os investidores conservadores podem apostar nas seguintes modalidades de baixo risco — e baixo retorno:

Importante: todo investidor, seja novato ou experiente, precisa saber que mesmo os investimentos conservadores ainda oferecem algum tipo de risco para seu capital. Mesmo que esse risco seja mínimo, é importante entender esse ponto na hora de investir.

Perfil de risco do investidor moderado

O perfil de risco do investidor moderado é aquele que gosta de dar passos maiores na sua carteira de investimentos. Por isso, ele aceita correr mais riscos para conquistar rentabilidades maiores.

Normalmente, o perfil moderado pode ser visto em pessoas com muito capital para investir ou que já possuem boa experiência no mundo dos investimentos. Nesse sentido, os investidores moderados já conhecem as nuances do mercado e têm plena consciência dos riscos que estão correndo.

Sendo assim, quem possui um perfil moderado pode aplicar seu dinheiro nos seguintes investimentos:

  • Tesouro Selic;
  • Tesouro IPCA+;
  • Debêntures;
  • Ações;
  • FIIs;
  • Fundos Multimercados.

Perfil de risco do investidor agressivo

Por último, temos o perfil do investidor agressivo, que é o indivíduo que busca altas rentabilidades e, para isso, coloca seu capital em risco — sabendo ou não das possibilidades de sua escolha.

Apesar do alto risco, muitos investidores se enquadram nesse perfil por desconhecerem as características das modalidades da categoria — e isso é um perigo imenso ao patrimônio. No entanto, existe outro grupo de investidores agressivos que são experientes o suficiente para entender e, por isso, preferem investimentos do tipo.

Dito isso, conheça os principais investimentos do perfil agressivo:

  • Ações individuais de empresas;
  • Day Trade;
  • Investidor-anjo;
  • Contratos futuros;
  • Certificado de Operações Estruturadas (COE);
  • Ofertas públicas;
  • Bitcoin;
  • Câmbio.

Leia também: Como montar um portfolio de investimento.

E qual é o melhor perfil de investidor?

Na realidade, não existe uma resposta certa para essa pergunta. O melhor perfil de investidor é aquele que atende a sua realidade financeira e, principalmente, a sua capacidade de tolerar riscos em relação à perda de dinheiro.

Portanto, para te ajudar nessa resposta, é importante considerar alguns pontos:

  • Qual a quantidade de dinheiro que você tem disponível;
  • Qual é a sua “necessidade” de rentabilizar, se é em um prazo mais curto ou longo;
  • Qual será o seu sentimento ao perder dinheiro, entendendo que todo investimento tem risco;
  • Qual é a sua experiência com investimentos, o que conta muito para um perfil de investidor.

Com as respostas acima, você já conseguirá se enquadrar em um perfil de risco. A partir disso, é só escolher as modalidades que mais fazem sentido e começar a investir.

Ah, e é importante ressaltar que a diversificação dos investimentos é essencial para reduzir a perda de capital. Portanto, aposte em várias frentes para fazer o seu patrimônio financeiro crescer.

Invista e diversifique com a MatchMoney

E agora que você entendeu o que é perfil do investidor, é hora de investir e diversificar seu capital com o peer-to-peer lending da MatchMoney!

Na prática, você investe em oportunidades atreladas a uma garantia imobiliária, o que torna o modelo uma excelente opção para quem gosta da renda fixa. Assim, todos os perfis — conservador, moderado ou agressivo — podem conquistar alta rentabilidade e segurança. Faça a sua simulação agora e abra sua conta gratuitamente aqui.

Author

Head of Digital Marketing & Content na MatchMoney e investidor em evolução.

Comentários