Descubra o que é Tesouro Direto, como funciona e exemplos dessa modalidade que tem chamado a atenção de milhares de brasileiros nos últimos anos.

Diversificar é o segredo do sucesso para um investidor. Por isso, é preciso considerar todas as opções do mercado, respeitando sempre o seu perfil de risco do investidor, para aumentar seu patrimônio familiar.

E entre todas as alternativas viáveis, o Tesouro Direto tem chamado a atenção dos brasileiros. Em janeiro de 2021, por exemplo, 9,6 milhões de pessoas apostavam na plataforma para aplicar seu capital.

Então, se você quer saber o que é Tesouro Direto, como funciona e alguns exemplos de opções disponíveis, não deixe de ler o conteúdo que preparamos sobre o tema. Boa leitura!

O que é Tesouro Direto e como funciona?

O Tesouro Direto é uma plataforma do Tesouro Nacional de venda de títulos públicos federais de renda fixa. Nele é permitido que pessoas físicas comprem papéis do governo federal pela internet.

Costuma ser a primeira opção de muitos investidores iniciantes. Possui modalidades prefixadas e pós-fixadas, por isso mesmo, ideal para quem quer começar no mundo dos investimentos.

Os títulos públicos são um dos investimentos de menor risco do mercado, pois tem 100% de garantia do Tesouro Nacional. Ou seja, na plataforma é possível investir sem colocar seu patrimônio em risco — apesar da baixa rentabilidade.

Por sua vez, o Tesouro Nacional, que é um órgão do governo federal, juntamente com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), é o responsável por sua emissão. Desta forma, qualquer pessoa pode emprestar dinheiro para o governo através do investimento em um título do Tesouro Direto. 

Tecnicamente, em uma ponta, temos o credor (você) e, na outra, o devedor (o Governo Federal).

O Governo Federal emite títulos para financiar suas atividades, sob o comprometimento de devolver o dinheiro investido, com juros ao final de um período. Ele conta com esse capital até determinada data e, por isso, ao vender seus ativos antes do tempo previsto, os rendimentos podem ser bastante diferentes do que você imaginava.

Portanto, nesta forma de investimento, você investe o seu dinheiro e o recebe acrescido de juros na data de vencimento, que é definido no momento da compra. 

Exemplos de Tesouro Direto

Existem algumas opções de títulos para aqueles que desejam apostar nesse tipo de investimento de baixo risco. Cada opção possui características próprias e podem ser conferidas adiante.

Então, agora que você já sabe o que é Tesouro Direto e como é seu funcionamento, veja alguns exemplos de Tesouro Direto no Brasil:

  • Tesouro Prefixado (LTN): paga juros predefinidos no vencimento ou na forma de juros semestrais. Ideal para períodos de Selic em tendência de baixa;
  • Tesouro Selic (LFT): pós-fixado, tem retorno alinhado à Selic (e, por isso, é indicado para momentos de alta de juros). Por ter baixa volatilidade, é mais conservador e excelente para reserva de emergência (se vender antes, não há risco de perder dinheiro);
  • Tesouro IPCA+ (NTN-B): título híbrido, já que tem parte da remuneração prefixada e outra parte na variação do IPCA do período. É o único com rendimento garantido acima da inflação. Entretanto, é mais arriscado que o Tesouro Selic, dada sua maior volatilidade. É ideal para manter o poder de compra no futuro (investimento para longo prazo) e paga os juros no vencimento ou a cada 6 meses.

A remuneração pode ser prefixada (quando sabemos, antecipadamente, quanto renderá uma aplicação) ou indexada (os juros estão atrelados a algum indicador, normalmente IPCA, Selic ou CDI).

Dessa forma, o investimento no Tesouro Direto tem chamado a atenção dos brasileiros nos últimos anos. Isso se deve principalmente à sua rentabilidade, que é superior à poupança, e a sua segurança. 

Diversifique seu portfólio com o Tesouro Direto

Aplicar em renda fixa é um caminho mais do que necessário para quem quer sair da tradicional poupança. E isso acontece pela rentabilidade maior do Tesouro Direto, mas também pela segurança que ela possui.

Da mesma forma, além de considerar o Tesouro Direto tradicional, é importante conhecer outras modalidades de investimento, como é o caso do investimento em imóveis, por meio do peer-to-peer lending, com a MatchMoney.

Na MatchMoney, o investidor consegue ter alta taxa de rentabilidade, superando em até 5 vezes a Poupança, com garantia e segurança, sem correr riscos desnecessários. Isso porque toda empresa que pegar dinheiro emprestado na plataforma deixará como garantia recebíveis imobiliários (dinheiro que a empresa tem para receber) de um imóvel construído. 

E é esse imóvel que dará a garantia da operação, pois, se houver inadimplência, a MatchMoney assumirá a cobrança e, se necessário, usará o imóvel para pagar os investidores que aplicaram seu capital na oportunidade.

Portanto, assim como o Tesouro Direto, a MatchMoney oferece investimentos com alta rentabilidade e garantia real de que seu patrimônio estará protegido. Quer saber mais? Faça sua simulação gratuita ou abra uma conta na plataforma.

Comentários