Descubra como quitar dívidas ganhando pouco com passos básicos e fáceis de colocar em prática. 

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de brasileiros endividados chegou a 71,4% em julho de 2021, um marco histórico em onze anos. 

E se você chegou até esse conteúdo, certamente está em busca de formas e estratégias para quitar suas dívidas, mesmo que você tenha poucos recursos.

Bom, o primeiro passo você já deu: está em busca de regularizar sua situação, mas, na prática, esse caminho pode ser um pouco mais complexo. 

Por isso, nós separamos cinco dicas práticas de como quitar dívidas, mesmo ganhando pouco, que você pode começar a aplicar ainda hoje!

Como quitar as dívidas ganhando pouco em 5 passos

Sem nenhuma educação ou organização financeira, é fácil se perder em dívidas.

E quando isso acontece, o primeiro pensamento é de que é impossível quitar tudo o que se deve com uma renda limitada.

Mas, claro, apesar de desafiador, com planejamento é possível sim, se ver livre das dívidas.

A seguir, veja como quitar as suas dívidas mesmo ganhando pouco. 

1. Faça uma análise completa da situação

Não dá para descobrir como quitar dívidas ganhando pouco se você sequer sabe o que deve. 

Dessa forma, o primeiro passo é levantar tudo o que você precisa quitar para ter uma visão geral da sua situação.

Assim, liste tudo o que você precisa pagar, de preferência com precisão de detalhes, como:

  • o tempo em que a dívida está em aberto;
  • o valor atual somado aos juros;
  • o credor. 

Após ter essas informações em mãos, você saberá exatamente quanto recurso precisará juntar para regularizar sua vida financeira. 

Leia também: Como atingir a independência financeira: 5 passos básicos e funcionais

2. Reveja o uso de cartão de crédito

Como quitar dívidas ganhando pouco pode ser mais fácil se o cartão de crédito deixar de ser um inimigo das suas finanças. 

Os juros aplicados pelos cartões de crédito são um dos maiores do mercado, junto ao do cheque-especial. E, para muitas pessoas que estão endividadas, essa é uma das maiores causas.

Segundo um levantamento da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, realizado pela CNC, 66,5% dos brasileiros começaram o ano de 2021 endividados. Desses, 80,5% citaram o cartão de crédito como a principal dívida

Portanto, para começar a quitar dívidas ganhando pouco, você deve começar a deixar o cartão de crédito de lado. 

Evite fazer novas dívidas, sobretudo parceladas, que você não tem certeza de que poderá pagar depois.

Além disso, pense na possibilidade de cancelar alguns cartões. Afinal, se o plano é utilizá-los menos, não é necessário ter tantas unidades na carteira. 

Por fim, prefira fazer compras no débito sempre que possível, assim, você saberá exatamente quando não tiver mais recursos para continuar consumindo. 

Agora, caso a dívida já esteja grande demais, uma alternativa interessante pode ser fazer uma troca: procurar um crédito com taxas de juros mais amigáveis, que você consiga pagar com maior facilidade, para quitar as faturas em aberto.

Leia também: Como aumentar o score do CPF: 3 passos eficientes para conquistar uma alta pontuação

3. Cancele o limite do cheque especial 

Não há como falar em quitar dívidas sem citar a armadilha do cheque especial. Para muitos, manter o crédito do cheque especial na conta corrente não é nada demais, mas é preciso ficar atento. 

Afinal, pode ser que você não tenha pretensão de usar, mas durante o aperto financeiro, ou até mesmo por falta de atenção, o valor pode ser utilizado mesmo sem planejar.

Por mais que o cheque especial dê a falsa sensação de se ter um pouco mais, o crédito pré-aprovado em sua conta deverá ser pago posteriormente, e com o acréscimo de juros que, normalmente, não são baixos.

Se, infelizmente, você acabou se endividando dessa maneira, existem duas formas de como quitar essa dívida ganhando pouco:

  • trocando a dívida do cheque especial por uma modalidade de crédito com juros menores;
  • negociar a dívida atual e amortizar as parcelas o mais rápido possível.  

4. Amortize parcelas de financiamentos

Os financiamentos são o caminho adotado por muitas pessoas que desejam conquistar bens, mas não possuem recursos para pagar à vista.  

E essa, normalmente, é uma das dívidas mais longas e altas entre os devedores. Afinal, muitas vezes, devido aos juros, um financiamento pode chegar ao dobro do valor. 

Por isso, se os financiamentos imobiliários ou de veículos estão apertando o orçamento devido às altas parcelas, amortizar pode ser a melhor alternativa.

Ao fazer isso, você reduz o valor original da dívida, pois antecipa as parcelas e evita os juros que, a longo prazo, se tornam cada vez mais altos.

Assim, você consegue desafogar as finanças e diminuir o tempo previsto para quitar o débito. 

Leia também: O que são fundos de investimento imobiliário? Entenda como funciona essa modalidade e como aplicar

5. Diversifique suas fontes de renda

Por último, mas extremamente importante quando falamos sobre como quitar dívidas mesmo ganhando pouco, a dica de ouro é justamente aumentar suas fontes de renda.

Afinal, se o que você ganha agora não está sendo o suficiente para pagar seus gastos básicos e cumprir com as obrigações, então é o momento de buscar por outras formas de ganhar dinheiro.

Se você possui múltiplas fontes de renda, além de conseguir um valor mensal maior, há também uma maior garantia financeira. 

Assim, você pode ter a tranquilidade de não depender de apenas uma renda, mas saber que, caso o trabalho fixo não esteja proporcionando grandes ganhos, por exemplo, você ainda possui outros recursos.

Essa estratégia pode contemplar desde o aluguel de um imóvel que estava parado, um hobby no qual você é muito bom, e poderia ganhar dinheiro, até os investimentos. Afinal, aplicar pode ser uma das mais poderosas fontes de renda passiva

Gostou do conteúdo? Então comece a colocar as dicas para quitar suas dívidas mesmo ganhando pouco! 

Para continuar aprendendo sobre finanças, você pode aproveitar também os seguintes conteúdos: 

Author

Head of Digital Marketing & Content na MatchMoney e investidor em evolução.

Comentários