Já pensou em aumentar sua renda sem precisar de um segundo trabalho? Entenda o que é fonte de renda passiva e como aumentar os ganhos sem muito esforço.

Certamente, ao pensar em fonte de renda, você logo associa a um trabalho e ao tradicional salário ao fim do mês. Afinal, para muitas pessoas, a regra é simples: você trabalha, se esforça e ganha dinheiro. Se não trabalha, não recebe

Mas isso acontece porque você ainda não entende o que é fonte de renda passiva. 

Muito provavelmente você já ouviu falar sobre “fazer o seu dinheiro trabalhar por você”, certo? A frase, muito comum especialmente no segmento financeiro, é o que traduz melhor a ideia de renda passiva. 

E é com essa mentalidade que muitas pessoas começam a buscar por sua independência financeira

Afinal, se você vive a vida toda recebendo dinheiro apenas por seu trabalho e esforço, não é preciso fazer grandes cálculos para saber que sua renda será sempre limitada. Pois há um número de horas de trabalho que você é capaz de cumprir por dia, por exemplo. 

E é aí que a renda passiva entra como a resposta para a independência financeira. Afinal, na prática, a renda passiva nada mais é do que o ganho financeiro que acontece sem exigir esforço. 

Interessante, não é? Então vamos entender mais sobre o que é fonte de renda passiva e como você pode começar a viver essa realidade. Confira!

O que é fonte de renda passiva?

Como já falado, fonte de renda passiva é uma forma de ganhar dinheiro sem que seja necessário trabalhar diariamente

Em um primeiro momento, essa descrição pode fazê-lo lembrar da aposentadoria. Aquele momento que muitos brasileiros aguardam desde que ingressaram no mercado de trabalho, em que é possível receber dinheiro sem trabalhar. 

Bom, a aposentadoria é, de fato, um bom exemplo de o que é fonte de renda passiva, mas não podemos esquecer que, até chegar a esse momento, muito trabalho é exigido. 

E quando ele acontece, nem sempre o valor recebido é dos mais interessantes, ou a pessoa já se esforçou tanto, que não há grandes ambições para aproveitar. 

Por isso, o conceito de renda passiva e de ganhar dinheiro sem esforço vem sendo muito buscada, e cada vez mais cedo. Afinal, já não parece mais tão interessante se dedicar por tanto tempo, fazendo tanto sacrifícios, para receber dinheiro passivo apenas quando mais velho. 

Hoje, os jovens já são os mais interessados em garantir fontes de renda passiva, encontrando atividades ou ocupações que não demandam trabalho “ativo”, mas que continuem gerando rendimentos

Ainda não conseguiu imaginar? Então vamos ao exemplo de renda passiva mais clássico: imagine que você tenha uma casa que não está utilizando. 

Assim, ao invés de deixá-la vazia, você anuncia para aluguel. O que acontece? Você possui uma renda passiva, que recebe todos os meses, sem precisar trabalhar por isso. 

Na prática, a renda passiva acontece dessa maneira. Mas esse está longe de ser a única forma de conseguir renda passiva. Abaixo, vamos apresentar algumas ideias para você fazer dinheiro sem grandes esforços. 

Leia também: Onde investir 1000 reais: 5 produtos interessantes para você aplicar

Como conseguir renda passiva?

Agora que você sabe o que é fonte de renda passiva, certamente se interessou pelo assunto e já está pensando em como conseguir a sua. Para ajudar, separamos algumas atividades interessantes que podem se tornar uma fonte de renda ainda hoje para você. 

1. Comercialização de produtos e materiais digitais

Se você é um usuário ativo das redes sociais, muito provavelmente já foi impactado por uma propaganda de um dos exemplos de renda passiva mais atuais. 

Os infoprodutos, ou seja, produtos virtuais que são comercializados pela internet, são uma das fontes de renda mais buscadas por diversos profissionais, de áreas distintas. 

Esse tipo de criação, em um primeiro momento, exige sim, esforços. Seja na criação de um curso virtual, na escrita de um e-book ou qualquer outro material.

Mas, após finalizado, o arquivo produzido passa a ser comercializado, e de um único trabalho é possível realizar inúmeras vendas durante muito tempo. Gerando, assim, uma renda passiva para o infoprodutor. 

2. Aluguel de bens materiais 

Nesse último ano, a pandemia mundial que continuamos a enfrentar, trouxe uma série de mudanças de vida e comportamento entre as pessoas.

Um levantamento feito pela empresa de consultoria BTA, por exemplo, mostrou que o modelo de trabalho home office se tornou o padrão para ao menos 43% das empresas brasileiras, por conta da atual situação vivida. 

Por outro lado, a pandemia também fez crescer o número de motoristas de app e de entregadores de delivery, por exemplo. 

Assim, enquanto algumas pessoas passavam a trabalhar de casa, muitas vezes deixando bens como automóveis parados na garagem, outra parcela passou a trabalhar na rua, utilizando carros e motos para realizar entregas e levar passageiros. 

Você consegue entender o que poderia acontecer nesse cenário? Aqueles que anteriormente utilizavam seus carros para ir ao trabalho, hoje atuando de casa, poderiam colocar os automóveis para alugar

Assim, ao invés de ter um veículo na garagem, parado, gerando custos — como as revisões que são necessárias e as documentações que precisam ser quitadas, mesmo quando o carro não é utilizado, ele poderia ser uma excelente fonte de renda passiva. 

Essa lógica é a mesma que acontece quando imóveis são colocados para aluguel. E ainda é possível sair do tradicional e realizar a locação via web, como em sites como Airbnb, por exemplo. 

No fim, o aluguel é sempre uma boa pedida. Se você pensar bem, depois de compreender o que é fonte de renda passiva, certamente encontrará algo que possa colocar em aluguel também. Se você tem uma garagem em casa, mas não tem automóvel, por exemplo, já pode fazer dinheiro alugando o espaço. Não há limites! 

3. Investimento financeiro 

Falar sobre o que é fonte de renda passiva e ideias para aumentar os ganhos sem esforços, e deixar os investimentos de fora, não é uma opção.

Afinal, os produtos financeiros são, de longe, a forma mais indicada, lucrativa e interessante não apenas para conseguir uma renda a mais, mas para finalmente conquistar a independência financeira. 

Hoje, existem diversos tipos de produtos, ativos e fundos, de diversas modalidades, que possibilitam o investidor a manter seu patrimônio aplicado, de forma diversificada, e rendendo.

Assim, além de escolher aquilo que mais combina com o seu perfil, é possível fazer investimentos de diferentes prazos e modalidades de ganhos, de acordo com os objetivos financeiros que você possui. 

Interessante, não é? Então, se você deseja começar a fazer o seu dinheiro trabalhar para você, chegou a hora de aprender um pouco mais sobre o mercado de investimentos. Você pode conferir algumas dicas essenciais nos conteúdos abaixo:

Author

Head of Digital Marketing & Content na MatchMoney e investidor em evolução.

Comentários