Descubra como investir corretamente em 5 passos básicos, mas essenciais para conseguir bons resultados em suas aplicações. 

Você já pensou em investir, mas acabou desistindo por achar “difícil demais”? 

Ou até cogitou a ideia, mas não sabia por onde começar, e acabou deixando os investimentos de lado?

Bom, hoje nós podemos mudar essa situação. Na realidade, começar a investir pode ser um processo complexo, mas o estudo constante e a prática vão te ajudar a entender melhor esse mercado e o que fazer com o seu dinheiro.

Para facilitar essa jornada e garantir que você terá excelentes resultados, separamos algumas das principais dicas de como investir corretamente para você começar com tudo em suas aplicações.

Como investir corretamente: 5 passos simples e efetivos 

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) revelou que 58% dos brasileiros não possuem nenhum investimento. 

Além disso, o levantamento expôs outros dados interessantes: menos da metade da população afirmou conhecer um ou mais produtos de investimento (45%), sendo a poupança a mais citada entre os entrevistados (32%). 

Isso comprova que, por mais que as pessoas estejam compreendendo a importância de aplicar um capital para conquistar uma independência financeira, muitos ainda não sabem como começar. 

Deste modo, selecionamos algumas dicas essenciais de como investir corretamente para que você saiba o passo a passo que vem antes de, de fato, aplicar seu capital.

Abaixo, veja algumas dicas simples, mas fundamentais, para quem deseja investir e ter bons resultados. 

1. Faça um planejamento financeiro 

Começar a investir sem antes analisar a que pé andam suas finanças é a receita para se frustrar com os investimentos. 

Por isso, essa é, de longe, uma das dicas de como investir corretamente mais importantes para ser seguida. 

Afinal, para conseguir estabelecer um valor para ser aplicado mensalmente, é necessário ter consciência do panorama completo da sua condição financeira

Isso engloba não apenas o quanto você recebe, mas o seu custo de vida mensal e seus compromissos financeiros futuros. 

Apenas dessa forma, você será capaz de identificar seus custos, assim como os gastos que podem ser cortados para uma maior economia. 

E, depois disso, se planejar financeiramente para investir um valor todos os meses.  

Leia também: Melhores podcasts sobre finanças: 8 opções para conhecer e aprender a cuidar da vida financeira

2. Defina os objetivos dos seus investimentos

Entre as dicas de como investir corretamente não poderíamos deixar os objetivos de fora.

Afinal, para o que você está investindo? Qual a finalidade das suas aplicações? 

Essas perguntas são importantes não apenas para que você consiga definir o tipo certo de produto e prazo, mas também para servir como uma motivação para continuar aplicando seu dinheiro todos os meses. 

Pode ser que você esteja investindo para, futuramente, pagar os estudos do seu filho, ou fazer uma viagem para fora do país. Pode ser ainda que você apenas esteja poupando dinheiro para conquistar sua independência financeira. 

Independentemente de qual for o seu objetivo, é fundamental que ele esteja claro em sua mente para que você não perca o foco durante a jornada. 

3. Pense no investimento como um pagamento

Um dos maiores erros dos investidores iniciantes é deixar para aplicar apenas o dinheiro que sobrar no final do mês.

No entanto, devido a uma má administração, pode acontecer de não sobrar nada para ser aplicado. 

Por isso, quando falamos em como investir corretamente, a primeira dica é separar o valor do investimento primeiro, para então viver com o restante do seu dinheiro. 

Então, assim que decidir começar a investir, organize suas finanças e analise qual valor mensal pode ser utilizado para investimentos e separe-o.

Afinal, não adianta investir em grande quantidade e não ter dinheiro para pagar as contas fixas do mês, certo? 

4. Estude as modalidades de investimento 

Certamente, ao pensar em começar a investir, logo surgiu a dúvida sobre qual aplicação escolher.

Afinal, entre tantas alternativas, pode ser complicado definir um produto para investir, ainda mais quando não nos sentimos seguros o suficiente.

Exatamente por esse motivo, conhecer as opções é um passo fundamental quando falamos em como investir corretamente. 

Pesquise sobre renda fixa e renda variável, procure informações sobre os mais diversos títulos, sua taxa de rentabilidade e sua liquidez. 

Por fim, antes de investir financeiramente, invista seu tempo estudando o mercado para que, ao aplicar, você tenha mais sucesso em seus resultados.

5. Descubra seu perfil de investidor

Um desejo comum a todo investidor é conseguir fazer seu dinheiro trabalhar por você. Além, claro, de realizar boas aplicações, com excelentes taxas de rentabilidade, certo?

Mas, apesar do anseio comum, nem todos os investidores possuem o mesmo perfil. 

Por isso, se você deseja investir corretamente, é necessário que saiba identificar qual a sua categoria. 

Entre os perfis de risco do investidor, você pode se identificar como: 

  • Conservador: procura por investimentos seguros que não coloquem seu capital em risco,
  • Moderado: aceita correr riscos para conquistar maiores rentabilidades, mas possui aplicações em títulos mais seguros como garantia,
  • Agressivo: busca por altas rentabilidades e, para isso, aceita colocar o seu capital em risco. 

Uma vez que você tenha identificado o seu perfil, você saberá exatamente quais aplicações e títulos estão mais alinhados com seus objetivos. E pode, assim, começar a investir com mais segurança e corretamente. 

Vale lembrar que quanto mais você investe, mais se sente preparado para se arriscar em novas modalidades e se expor a novos riscos. Por isso, não tenha medo de começar gradualmente, dando passos seguros de acordo com sua meta.

Aproveite outros conteúdos em nosso blog para aprender ainda mais sobre investimentos e descobrir alguns passos para aplicar de forma inteligente

Leia também:  

Comentários